Sobre a técnica

O Jogo de Areia é um método psicoterapêutico que vem sendo utilizado, crescentemente, na clínica psicológica, no atendimento de crianças, adolescentes e adultos.

A terapia do Jogo de Areia foi desenvolvida na Suíça por Dora M. Kalff no final dos anos 50. Trata-se de um instrumento projetivo que se utiliza de 02 tabuleiros com areia em tamanho padrão e fundo azul, e algumas centenas de miniaturas representativas das diversas categorias do mundo externo. A partir destes materiais à disposição do analisando, ele constrói cenários na areia, que pode ser seca ou molhada, possibilitando expressar seus conflitos e angústias inconscientes. A caixa é retangular e suas medidas são específicas, de acordo com nosso campo visual, não sendo necessário mexer a cabeça para visualizar a caixa por inteiro. As miniaturas, das mais diversas categorias, oferecem uma série de possibilidades de representação que não requer nenhuma prática ou habilidade prévia. As mãos do analisando, primeiramente, tentam estabelecer uma conexão com alguma imagem ou sentimento. Ao mexer na areia uma relação se estabelece e aos poucos as mãos, descompromissadamente, vão se movimentando e uma forma começa a surgir. Em seguida, as miniaturas são escolhidas para fazer parte do que chamamos de cena ou cenário. As crianças, identificam-se instantaneamente com esta técnica lúdica, fazendo com que o Jogo de Areia se encaixe perfeitamente. Através da construção de cenários, as crianças brincam na areia enquanto "falam"de si. Já os adolescentes que vivem um momento de tanta dificuldade de comunicação, associada a uma pobreza na expressão dos seus sentimentos e angústias,     parecem  ficar muito mais a vontade para se expressar, trabalhar seus medos e dificuldades através de um instrumento como este. Para pacientes com quadros de somatização, ou melhor dizendo, com doenças de fundo emocional, o Sandplay tem dado uma contribuição significativa. Sabe-se que as doenças são uma tentativa de expressão de algo que não foi simbolizado. O corpo passa a ser o lugar onde, inconscientemente, escolhemos para simbolizar uma emoção não elaborada. O jogo de areia proporciona um espaço criativo de expressão , permitindo que a pessoa elabore seus sintomas, passando a utilizar não mais o corpo como via de comunicação, mas sim a caixa de areia.